quinta-feira, 2 de dezembro de 2010

Formato de arquivos WWF é “inimprimível”; ajuda a salvar árvores Leia mais: Formato de arquivos WWF é “inimprimível”; ajuda a salvar árvores

A iniciativa é ousada — mas que grupo ativista do meio ambiente não é ousado?
Eis a proposta da campanha “Save as WWF”: criar e popularizar um novo formato de arquivo (o WWF, que você vê no ícone ao lado) em detrimento do tradicional PDF. Sua única diferença? Ele é “inimprimível”, isto é, não pode ser impresso.



Curiosamente, o software WWF está disponível inicialmente apenas para o Mac OS X 10.4 ou superior — mas em breve chegará também ao Windows. Será que a coisa pega…?

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Vamos dividir uma idéia?

Recebeu o papelzinho e entrou no blog? Que bom!!
Vamos dividir a idéia da Campanha Uma hora sem Computador postando mensagens bem criativas no twitter. Contamos com a participação de todos que estiveram no evento.

* Colocar o twitter da campanha no post @1h100pc

1h100Pc Se Liga! Desliga.

Facebook na luta pelo Lixo Zero



Internacionalmente são chamadas de “Lixo Zero” todas as ações que têm como objetivo reduzir a geração de lixo que acabará sendo incinerado. Preocupados e indignados com o destino do lixo, internautas de várias partes do mundo, estão participando, questionando e compartilhando a “Campanha Lixo zero” criada na rede de relacionamentos facebook e Twitter. 

A idéia surgiu de uma jornalista brasileira que postou fotos da atual situação do Lixo na cidade de Nápoles, na Itália, que hoje gera 3 toneladas por dia de lixo e teve tanta repercussão que a campanha tem gerado publicação de fotos pelos internautas da atual situação do lixo em diversos países.

Frases como: “Vamos reverter este quadro”, “Contra a implantação de incineradores” ou até fotografias com imagem da porta de entrada da repartição de governo estão pipocando no Facebook, agitando os posts e deixando muitos curiosos espalhando e dialogando o assunto.

Agência de Notícias Comunicação Novociclo Ambiental

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

Redes Wi-Fi podem adoecer árvores, releva estudo



Uma tecnologia cada dia mais frequente nos grandes centros urbanos pode estar causando o adoecimento de centenas de árvores em todo o mundo: a rede Wi-Fi. É o que indica um estudo realizado pela Universidade

Wagenigen, na Holanda. Segundo os pesquisadores, a radiação emitida pela tecnologia está ligada a fatores como problemas no crescimento de árvores, morte de algumas camadas de tecidos e diversas fissuras e sangramentos nas cascas.

O estudo foi iniciado há cinco anos na cidade de Alphen ann den Rijn, quando os especialistas detectaram anormalidades nas plantas que não poderiam ser explicadas por nenhum tipo de infecção por vírus ou bactérias.

Os resultados da pesquisa mostraram que 70% das árvores em ambientes urbanos apresentam os mesmos sintomas, 60% a mais que os indicadores de 2005. Os pesquisadores também descobriram que as florestas densas são menos propensas a serem afetadas pelo sinal do que aquelas que possuem grande distância entre as árvores.

Para chegarem a essa conclusão, a equipe realizou uma série de testes para identificar o grau de influencia da rede sem fio nas árvores. Entre elas, os pesquisadores expuseram 20 árvores de carvalho a diversos tipos de radiação por um período de três meses, revelando que aquelas colocadas perto dos sinais apresentaram um brilho semelhante ao chumbo, causado pela morte das camadas superior e inferior da epiderme das folhas.

O alerta dos pesquisadores é para as grandes cidades ocidentais, que podem estar sendo infectadas pelo problema – especialmente nas regiões com maior concentração da tecnologia.
Além dos campos electromagnéticos criados pelas redes de telefonia móvel e sem fio, as partículas ultrafinas emitidas por carros e caminhões também pode ser culpadas, já que são tão pequenas que podem penetrar nos organismos.

Os investigadores afirmaram também que são necessários mais estudos para confirmar os resultados atuais e determinar os efeitos em longo prazo das radiações de redes sem fios em árvores.

Fonte: Ecodesenvolvimento

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

Naomi Campbell - Exemplo de uma modelo que coloca o dinheiro acima de tudo



Exemplo de uma pessoa que coloca o dinheiro acima de qualquer valor. Ela só é modelo? Concordo. Mas imagina quantos casacos não serão vendidos por causa da sua publicidade? Milhares! Então, ela também é responsável.

O engraçado é que há alguns anos, a top declarou que “preferia ficar nua à usar um casaco de pele" e estrelou uma campanha a favor do tratamento digno dos animais realizada pelo PETA. Portanto, o trabalho para Dennis Basso - em que a bela posou com casacos de a partir de 126.750 libras cada -  foi um tanto quanto contraditório e desde então Naomi tem ganhado a fama de hipócrita.

Fonte: Virgula

domingo, 7 de novembro de 2010

Agora até o Rock in Rio vai ser evento de sustentabilidade?



A edição do Rock in Rio em 2011 está confirmada no Rio de Janeiro nos dias 23, 24, 25 e 30 de setembro, 1º e 2 de outubro e será sediado na cidade do Rock na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. O festival de música que reúne diversas bandas do Brasil e do mundo irá abordar, novamente, o Projeto Por Um Mundo Melhor que, neste ano, destinará 5% da receita obtida com a venda dos ingressos à promoção de projetos socioambientais.
Será que, diferentemente do SWU que prometeu sustentabilidade e pouco entregou, o Rock in Rio que mesmo nunca tendo levantado essa como principal bandeira, faz melhor?
Desde o lançamento do projeto, em 2001, já foi possível investir mais de 11 milhões de reais em iniciativas como a construção de salas de aula e equipamentos para instituições que ajudam crianças e adolescentes. No primeiro ano, arrecadou-se o suficiente para que 3.200 jovens de baixa renda, entre 17 e 29 anos, terminassem seus estudos em 100 salas de aula construídas em comunidades carentes do Rio.
Em 2008 e 2010, o festival instalou 760 painéis solares em 40 escolas portuguesas que ganharam o concurso “Rock in Rio escola solar”, que incentivou os jovens a desenvolver projetos nas suas comunidades para a conscientização do combate às alterações climáticas.
Diante do resultado positivo, a organização do evento promete ainda mais ações para 2011. Além de plantar árvores para compensar a emissão de gás carbônico com a sua produção, a edição fará diversos jogos interativos que abordarão o assunto sustentabilidade de forma lúdica. Desse modo, haverá brincadeiras com o público como pular em tapetes de dança ou andar em bicicletas que geram energia através do movimento e jogos de perguntas e respostas, onde o ganhador receberá presentes como camisetas e bonés do Rock in Rio.
Roberta Medina, vice-presidente do Rock in Rio demonstra, também, preocupação ambiental com a locomoção do público até a cidade do Rock, já que a expectativa é de um público de 120 mil pessoas a previsão é que haja grande fluxo de carros para chegar ao local. “Vamos fazer uma campanha pelo uso do transporte público, já que metade das emissões do festival vem do deslocamento”, afirma ela.
A programação será confirmada em novembro de 2010 e os ingressos estarão à venda no site oficial no mesmo mês (inteira: R$ 190,00). [EcoD]
Fonte: Eco4planet

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

25% dos mamíferos correm risco de extinção



A má notícia é que um número crescente de aves, anfíbios, répteis, peixes e mamíferos tem se aproximado da extinção.

A boa notícia é que o número poderia ser pior, não fossem as medidas de conservação colocadas em prática em todo o mundo nas últimas décadas.


Na terça-feira passada (26/10), em Nagoia, no Japão, durante a 10ª Conferência das Partes (COP 10) da Convenção sobre Diversidade Biológica (CDB), foi divulgado o resultado de um grande estudo que procurou avaliar o estado atual dos vertebrados no planeta.

O trabalho foi feito por 174 cientistas de diversos países, entre os quais o Brasil. Os resultados foram publicados na edição on-line da Science e sairão em breve na edição impressa da revista.
Foram analisados dados de vertebrados, incluindo as mais de 25 mil espécies presentes na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sigla em inglês). O problema é tão grande que o grupo afirma se tratar da sexta extinção em massa na história do mundo.
O estudo mostra que um quinto dessas espécies pode ser classificado como “ameaçado” e que o número tem aumentado. Em média, 52 espécies de mamíferos, aves e anfíbios se movem de categoria a cada ano, aproximando-se da extinção.

Do total de vertebrados existentes, 20% estão sob alguma forma de ameaça, incluindo 25% de todos os mamíferos, 13% das aves, 22% dos répteis, 41% dos anfíbios, 33% dos peixes cartilaginosos e 15% dos peixes com osso.
Nas regiões tropicais, especialmente no Sudeste Asiático, estão as maiores concentrações de animais ameaçados e, segundo o levantamento, a situação é particularmente séria para os anfíbios. A maior parte dos declínios é reversível, destacam, mas se nada for feito a extinção pode se tornar inevitável.


Os declínios poderiam ter sido 18% piores se não fossem as medidas de conservação da biodiversidade postas em prática. Esforços para lidar com espécies invasoras se mostraram mais eficientes do que as direcionadas a fatores como perdas de habitat ou caça, aponta o trabalho.

Os autores destacam a importância e a urgência das políticas públicas para conservação da biodiversidade. Segundo eles, decisões tomadas hoje poderão representar, daqui a 20 anos, uma diferença na área preservada das florestas atuais no mundo de cerca de 10 milhões de quilômetros quadrados – algo maior do que o tamanho do Brasil.

O artigo The Impact of Conservation on the Status of the World’s Vertebrates (doi:10.1126/science.1194442), de Michael Hoffmann e colegas, pode ser lido por assinantes da Science em www.sciencexpress.org. [Info]

Fonte: Eco4planet

terça-feira, 19 de outubro de 2010

Coca Cola em " O Caminhão fumaça "

É uma vergonha a Coca Cola deixar rodando por aí caminhões que destroem o meio ambiente. Dizem que cuidam da água, mas o que vai acontecer com a nossa atmosfera?


Divulguem esse vídeo protesto.



segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Votar no serra?


Acompanhe a 1h100Pc Se Liga! Desliga. nas redes sociais

Que tal?

Seguir a 1h100Pc no twitter?



Participar do nosso grupo no facebook?



E entrar na nossa comunidade no orkut?


Contamos com vocês!

José Serra 45 - Propostas para o meio ambiente

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

#SWUfail - Quando um evento de sustentabilidade se torna portfólio de agência.

 
Podia ser um divisor de águas, mas será lembrado apenas como mais um festival de música. E mal organizado.

Starts With You - e eis que está acabando o potentoso festival musical que assumiu por nome uma equivocada frase em inglês (afinal, não começa com você, mas com todos nós: uma das diferenças da atual visão de mundo para a visão da sustentabilidade é justamente enxergar o todo, as correlações e corresponsabilidades).

Se o equívoco ficasse apenas no nome bacanudo, poderíamos ter tido um exemplo concreto de como fazer entretenimento de forma sustentável. Mas SWU foi apenas mais um festival de música criado e executado a partir dos velhos paradigmas que não levavam em conta o impacto da ação sobre o ambiente e sobre as pessoas. Pior: foi um festival muito mal organizado.

Como testemunharam vários participantes pelo Twitter (ver, em especial, o http://twitter.com/swuvaitomarnocu), eis que um festival supostamente dedicado à sustentabilidade:

1) não tinha lugar para parar bicicleta, apenas carro; cobraram preços abusivos de estacionamento, alegando que seria uma forma de incentivar o uso do transporte público, mas tenho dúvidas, pois se essa fosse a intenção eles teriam providenciado transporte público; porém...

2) porém o festival não negociou com as empresas de ônibus para que colocassem mais carros para fazer a viagem até Itu;

3) e também não forneceu transporte coletivo entre a fazenda onde ocorria o evento e a rodoviária de Itu, transformando a volta do primeiro dia de evento em um verdadeiro caos;

4) vendia água a R$ 4,00 ao invés de oferecer água filtrada;

5) oferecia copo de plástico junto com a lata de cerveja, a R$ 7,00 cada;

6) e se não pensou em reduzir os itens a serem descartados, tampouco cuidou de oferecer latas de lixo em quantidade suficiente para dar conta do descarte gerado pelos 50 mil frequentadores;

7) não se deu ao trabalho de oferecer um menu diferenciado, de menor impacto ambiental, e repetiu o velho padrão de salgadinhos-hamburgueres a preços abusivos;

8) aliás - detalhe insano! - os policiais que fizeram a revista dos participantes tiraram todos os alimentos que as pessoas levaram, formando inacreditáveis pilhas de comida que não seriam aproveitadas e obrigando os participantes a adquirir alimento no evento a preços exorbitantes; a menos que eu me engane, não existe qualquer legislação que apóie esse tipo de conduta arbitrária que, portanto, é ilegal, além de nada sustentável;

9) a compra de comida e bebida se dava pela aquisiçao de fichas, como em quermesse escolar, sendo que não avisaram os frequentadores que as fichas de um dia não valiam para os demais dias... - minha escola estadual de periferia sabia fazer serviço melhor!;

10) insistiu na política da desigualdade econômica, implantando uma inviável pista VIP.

Como vários blogues de pessoas que foram ao evento testemunham, fica muito difícil passar adiante qualquer mensagem de sustentabilidade quando ela não é praticada por quem a prega. Não adianta colocar instalação com garrafas PET recicladas ou estandes de ONGs se não houve cuidado, na organização, para reduzir o lixo, a pegada de carbono, a desigualdade social entre os participantes. Nem o tal do Fórum se salvou, pois não era transmitido fora da tenda onde ocorria (pois é, não havia telão!) e, por isso, só alcançou um percentual muito pequeno de participantes.

Entre feridos e desapontados, quem mais perdeu foram as empresas que se envolveram com esta ação. Pois a falta de consistência com o que significa sustentabilidade foi claramente identificada pelos participantes e não prejudicou o conceito em si, que permanece desejável. Qualquer dúvida a este respeito, favor consultar o fenômeno Marina no primeiro turno das eleições presidenciais. Prejudicou, sim, a imagem dos organizadores e patrocinadores que, ao financiar abordagens rasas e oportunistas, perdem em credibilidade.

A quem interessar possa: por trás do oportunismo travestido de sustentabilidade existe um publicitário famoso, chamado Eduardo Fischer, que atende a conta da Monsanto - aquela, das sementes transgênicas. E como tuitou a jornalista @flaviadurante: "Só vou acreditar que o Eduardo Fischer se preocupa com a sustentabilidade quando a agência dele abrir mão da conta da Monsanto".

#SWUFAIL!

Fonte: Revista Sustentabilidade


Vote no blog 1h100Pc Se Liga! Desliga. no prêmio TopBlog 2010

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Blog finalista do prêmio TopBlog


Gostaríamos de agradecer a todos que nos ajudaram, votando no nosso blog na primeira fase do Prêmio TopBlog 2010. A campanha se classificou para as finais e estamos agora muito perto de uma conquista muito importante.

A campanha 1h100Pc Se Liga! Desliga. surgiu em 2008 e agora começa a ser reconhecida, ajudando a conscientizar milhares de pessoas para que tenham hábitos mais saudáveis.

As maneiras que você pode ajudar a divulgar a campanha são infinitas, mas queremos te pedir um favor bem direto. Vote na nossa campanha agora na segunda fase do TopBlog clicando nesse link http://bit.ly/ab4xEU
e depois confirmando o seu voto através de um e-mail que você receberá.

Novamente e Sempre! Contamos com vocês!

1h100Pc Se Liga! Desliga.

domingo, 10 de outubro de 2010

Material de campanha deveria ser reciclado


Após a eleição, a palavra de ordem é reciclagem. Pelo menos para o sanitarista Alcione Duarte, técnico da Companhia Estadual de Águas e Esgoto do Rio de Janeiro (Cedae) e candidato à Assembleia Legislativa (Alerj) na eleição realizada no país.

Todo o material usado em sua campanha, incluindo banners, cartazes, faixas, bandeirolas, vai virar renda para a população carente atendida pela organização não governamental (ONG) Nascente Pequena, do município de Guapimirim, na região serrana fluminense.

Duarte afirmou que não se pode contaminar mais o ambiente onde vivemos. “Essa é a atitude mais racional que qualquer candidato pode fazer. Pelo menos, [o lixo da campanha] vai ter um destino mais nobre”.



Levando em conta que cada candidato consumiu, em média, entre 200 quilos e 250 quilos de material, somente os 1.643 candidatos que concorreram ao cargo de deputado estadual no Rio, segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), geraram 410,75 toneladas.

O resíduo será utilizado nos programas da ONG Nascente Pequena para a geração de uma linha de bolsas, entre outras peças, no curso profissional em máquinas industriais. O pólo de costura da ONG fica situado no centro de Guapimirim e na localidade de Citrolândia. Ali funcionam oficinas interativas que aproveitam retalhos para a confecção de bolsas, almofadas, cortinas, colchas e edredons, visando à geração de trabalho e renda para a comunidade carente local.

Fonte: Eco4planet

sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Imagine uma realidade sem carros?! Running on Empty

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Refrigerante e óleo recarregam bateria


Imagine poder recarregar seu celular, laptop ou iPod com algumas gotas de refrigerante – ou com um pouco de óleo vegetal.

Embora os itens da cozinha pareçam não combinar com apetrechos tech, a Dra. Shelley Minteer, da Universidade Saint Louis, provou em laboratório que seria sim possível utilizá-los como fonte de energia dos nossos gadgets.


Durante o 240º Encontro na Sociedade Americana de Química, que ocorreu no dia 25 de agosto, ela apresentou um novo tipo de bateria: o primeiro aparelho que produz eletricidade a partir das mitocôndrias – organelas que transformam as calorias da comida em energia química.

A primeira célula combustível de mitocôndrias consiste em uma fina camada das organelas colocada entre dois eletrodos – incluindo um permeável a gás. Em laboratório, o aparelho produziu eletricidade usando açúcar, óleo de cozinha e seus subprodutos.

Energia do corpo
O dispositivo se baseia no mesmo mecanismo que fornece energia para os nossos corpos. As mitocôndrias, que estão localizadas dentro das células dos nossos corpos (e de muitos animais), pegam um químico formado na digestão e o transformam em ATP (trifosfato de adenosina), substância capaz de armazenar energia. Esse sistema é abastecido pelos alimentos que ingerimos.
A partir dessa tecnologia, a Dra. Minteer imaginou uma nova classe de células biocombustíveis baseada nas organelas. As células biocombustíveis não são novidade: elas produzem energia continuamente desde tenham combustível e oxigênio disponíveis. Esse combustível pode ser hidrogênio, gás natural, álcool ou açúcares e óleo – no caso das mitocôndrias.

Fonte: Eco4planet

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

A realidade é essa aí!!

O vídeo é meio old mais a mensagem é muito boa. Na medida que a temperatura vai subindo, o nível dos oceanos vai acompanhando as mudanças. O interessante desse vídeo é que você tem a opção de parar ele a qualquer momento, assim como o aquecimento global que todos podem contribuir para evitar.







O vídeo da biodiversidade é fantástico.

1h100Pc Se Liga! Desliga.

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

[ Promoção ] Candidatos loucos

Cansado das idiotices que os "candidatos" estão fazendo na palhaçada do horário eleitoral?

Essa é a sua chance de vingança!!

Tweet uma proposta engraçada e revoltada para @1h100pc com a tag #desligueopc e peça para que os seus amigos votem na sua proposta enviando @seunome para o nosso twitter.
No dia 01 de Setembro iremos escolher a melhor frase e premiaremos mais um candidato louco com uma camiseta da campanha 1h100Pc Se Liga! Desliga.

Então agora é só criar uma proposta e pedir para que os seus amigos votem em você.
Participe!!

1h100Pc Se Liga! Desliga.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Corinthians marca gol de placa a favor do meio ambiente

O Corinthians começou a colocar em prática nesta quinta-feira o projeto “Jogando pelo meio ambiente”. O presidente Andrés Sanches e os jogadores Dentinho e William participaram da inauguração da reserva em que serão plantadas as árvores referentes às partidas e aos gols marcados pela equipe durante toda a temporada.



A área está localizada na cidade de Salto de Pirapora, região de Sorocaba, interior de São Paulo, e tem 103 mil metros quadrados. O local foi adquirido pelo banco Cruzeiro do Sul, parceiro alvinegro na ideia. Segundo a diretoria, o Timão não teve gastos pela participação, entrando apenas com o nome.
Dentinho e William plantaram as primeiras mudas, oriundas de 100 espécies de mata atlântica. Com a proposta de plantar 100 árvores a cada jogo e a cada gol do Corinthians, serão colocadas no solo 16 mil mudas, referentes aos 43 jogos (4.300 árvores) e 74 gols (7.400) desde o início do ano. Além disso, serão mais 3.970 por conta da carboneutralização das emissões.



- Nossa ideia é para um projeto de educação ambiental. Se cada um fizer sua parte, será um grande ganho. Nós nos unimos ao Corinthians por se tratar de um clube com 30 milhões de torcedores e que abrange muito o que queremos - disse o idealizador André Gomes.

Até o momento, o atacante Dentinho e o meia Bruno César foram os jogadores que mais contribuíram com o plantio, acumulando 900 árvores (nove gols cada em 2010). De acordo com os dirigentes, o projeto não ficará restrito ao ano do centenário e terá continuidade também em 2011.
- Eu estou na frente e espero fazer mais gols para plantar mais árvores. Não quero sair da liderança - afirmou Dentinho.

Fonte: Globoesporte.com

Grupo Oficial no Facebook

Clique para participar do nosso grupo


Tem conta no Facebook?

Sim?! Gostaríamos de te convidar para participar do nosso Grupo Oficial no Facebook.

O objetivo é ultrapassar os 100 membros ainda em 2010

Contamos com você!!


1h100Pc Se Liga! Desliga.

Camisetas 1h100 Pc Se Liga! Desliga.

quarta-feira, 25 de agosto de 2010

Projeto @ Devastar pra que?


Todo ano o Colégio Carlos Brunetti na Zona Leste de São Paulo promove uma espécie de feira cultural em que cada sala tem um tema designado pela direção, este ano os estudantes deverão produzir trabalhos sobre as formas de devastação do meio ambiente, no começo os alunos reclamaram porque não agüentavam mais falar sobre natureza, Amazônia, aquecimento global e poluição. Então tiveram a idéia de fazer algo diferente, que saísse daquela mesmice de que a feira cultural só serve pra ajudar nas notas no final de ano, criaram o profile @devastarpraque no twitter e estão utilizando para postar matérias sobre o tema.


“O objetivo é de conseguir seguidores que se interessem pelo tema, que mesmo tão repercutido, não tem a mesma influencia que a novela das 8 ou do Tiririca se candidatando a Deputado Federal, o que no Brasil um pais com tanta riqueza natural é uma vergonha.” Conta Alina Tawana, twiteira do projeto.

Alguma vez você já procurou saber o quanto um carro esportivo polui por ano? O quanto você esta prejudicando o meio ambiente ao comprar madeira não reflorestada?

O projeto "Devastar pra Que?" é originário de um grupo de alunos do 9º ano e tem como objetivo mostrar todas as formas em que se pode devastar o meio ambiente, desde o quanto um boi libera de carbono por ano até o tão falado e importante efeito do desmatamento. Temas como queimadas, energias não-renováveis, desenvolvimento sustentável e o que é ou deixa de ser ecologicamente correto são freqüentemente postados com sutileza no twitter do projeto.

É evidente o fato de que o mundo esta cada vez mais poluído e quente. O projeto mostra o porquê de tudo isso, como isso ocorre, apresenta medidas práticas de preservação e principalmente tem o objetivo conscientizar pessoas e empresas para evitar a devastação.

Siga no twitter @devastarpraque

E se pergunte como você pode participar.

1h100Pc Se Liga! Desliga.

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Veículo elétrico da Honda fica só no papel #hondafail

O novo veículo 3R-C da Honda é uma solução para os problemas de locomoção urbana – mas pode demorar bastante para se tornar realidade.

Lançado no Salão do Automóvel de Genebra esta semana, ele possui três rodas e baterias recarregáveis.

Criado pelo time de design da Honda em Milão, o veículo é um projeto minimalista voltado para transporte de apenas uma pessoa. A bateria elétrica está montada em posição baixa no chassi, mantendo o centro de gravidade baixo e aumentando a estabilidade.

O assento possui proteção reforçada nas laterais, para reduzir o risco de machucados em impactos. O porta-malas, diminuto, fica na frente, combinado com a ideia de um veículo para transporte urbano.

O design futurista, no entanto, é apenas um protótipo: a Honda anunciou que não tem planos de produzi-lo.

Fonte: Eco4planet

[ 1h100pc ] Toda idéia deve ser levada em consideração, mas, vamos com calma! Imagina se todos os habitantes do planeta começassem a utilizar veículos individuais? o número de carros triplicaria, e acidentes seriam mais constantes.

O que vocês acham?

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Seria isso uma barco-cozinha?

Localizada no Canadá, Vancouver, esta sala de jantar flutuante chama a atenção pela beleza, sofisticação e também pela curiosidade.

As pessoas se perguntam: como “isso” está boiando no meio da água? A resposta é simples e ecologicamente correta. Foram usadas cerca de 1700 garrafas PET para que o ambiente pudesse se sustentar em cima das águas.


Desenvolvida pelo escritório Good Weather, a sala de jantar é também um projeto acadêmico da Fish Foundation, organização que tem como objetivo formar novos chefs de cozinha que se preocupem com a pesca amiga do meio ambiente.




A cozinha-balsa pode acomodar cerca de 12 pessoas e abre todas as noites. Para a construção do piso, as garrafas foram arrumadas em fileiras e sobrepostas por um piso de madeira, o que garantiu a segurança do projeto.

Até setembro, os chefs da cozinha flutuante estarão ministrando um curso sobre vinhos. Para fazer parte do time seleto, o interessado terá que desembolsar cerca de R$400.

Fonte: Energia Eficiente

domingo, 15 de agosto de 2010

O que que eu tenho a ver com isso?



Acompanhando os número e pesquisas, ficamos assustados com  que pode acontecer no futuro. Na Europa algumas cidades chegam a fazer 40ºgraus de calor, furacões e terremotos em milhares assolam o planeta e mesmo assim a maioria das pessoas simplesmente não estão fazendo nada por um mundo melhor.

Muitas pessoas pelo fato de nunca terem vivenciado uma situação extrema da natureza ou até a falta de algum recurso como água, luz ou comida, tapam os olhos quando o assunto é mudança de hábito e continuam o seu estilo de vida.

O grande problema que iremos enfrentar nos próximos anos, não são as emissões geradas por empresas, essas por sua vez, estão tomando medidas para ajudar o planeta, mesmo que muitas vezes fazem isso impulsionadas por leis ou só para ter uma cara de ecológicamente certinha, mas o fato é que estão. O grande problema está no coração exclusivista das pessoas, que simplesmente não se preocupam com as outras.

Por que deixar de comprar o carro que eu tanto sonhei só pelo fato de ele emitir mais Co2 que um modelo mais simples? por que sair de casa para plantar uma árvore sendo que todos os dias tenho frutas na mesa? por que participar de campanhas de sustentabilidade se eu posso dar dinheiro ou imposto para elas e elas fazem o trabalho por mim? Se eu tenho tudo em casa, não preciso de mais nada, essa é a idéia que vai ajudar a destruir o resto do planeta e acabar de vez com o nosso futura.

Se você parou para ler esse post, por favor reflita 2 minutinhos sobre como você pode ajudar. Pense que um mundo melhor já existe, está ao alcance de todos, basta acordármos para ele. Desligar o computador enquanto não estiver utilizando já é um bom começo, e se você não acredita nos resultados ambientais que essa atitude pode gerar, experimente desligar o computador e ir curtir um por do sol com alguém especial, depois você volta aqui e deixe um comentário dizendo como foi a experiência e se valeu ou não a pena.
Desligue o computador e aproveite as coisas simples e sensacionais da vida.

1h100Pc Se Liga! Desliga.



Protesto! artístico.

Manifesto do fotográfo James Fulton contra a tragédia do derramamento de óleo no Golfo do México.
“Somos todos responsáveis por ter um padrão de vida que demanda o uso de energia não sustentáveis. Nós também somos responsáveis por encontrar soluções e devemos trabalhar juntos para proteger o equilíbrio da vida.”

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Propagandas criativas e conscientes

Fonte: Ads of the world
Fonte: Ads of the world
Fonte: Ads of the world

Garoto de 14 anos constrói um Fusca Elétrico


O adolescente Ashton Stark tem apenas 14 anos e ainda nem pode dirigir. Mas nada disso o impediu de pensar no futuro. Ashton conseguiu transformar um modelo Fusca 1972 em um carro elétrico e mostrou que não há idade para a criatividade e para se preocupar com as causas ambientais.


Tudo começou em um projeto de escola, em que Ashton deveria transformar um carro antigo em um que fosse mais moderno e que se adequasse às necessidades do século 21. Ele teria alguma quantidade de dinheiro e o apoio de seu pai para conseguir êxito naquele desafio.



O Fusca foi então equipado com nove baterias típicas dos carros de golf. O carro elétrico conseguiu atingir uma velocidade máxima de 45 km/h e com apenas uma única carga pôde viajar aproximados 80km.”Você poderia dirigir todos os dias para o trabalho por menos de 10 centavos por dia” disse Ashton.


O carro levou um ano para ser produzido e foram gastos cerca de R$ 8 mil em todo o processo. As baterias substituem o uso de combustíveis poluentes como o gás ou a gasolina e ainda se tornam uma alternativa mais barata e viável. “Eu acho que se mais pessoas tivessem esse tipo de carro ajudaria muito toda a comunidade”, disse.

Em entrevista a um jornal local, Ashton Stark disse querer construir mais veículos verdes no futuro e que irá usar os dados de eficiência, escala e desempenho deste primeiro carro para projetar novos automóveis elétricos.

Fonte: Eco4planet

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Já era?

Por muitas vezes começo a pensar sobre a situação do mundo, sobre as loucuras climáticas, sobre as tempestades e sobre como as pessoas estão ficando cada vez mais insensíveis as questões ecológicas. Todo o apelo que empresas e instituições governamentais pregam não é nada mais que o cumprimento de um requisito para que possam continuar abertas.

Já as pessoas, que quando não tiram sarro, simplesmente não ligam para participar de iniciativas por um mundo melhor. Passam horas na frente do computador mas não têm coragem de dar um retweet em uma mensagem vinda de alguma campanha de sustentabilidade. Vem na cabeça a idéia de que tudo está realmente fora dos trilhos.

Mas, quando olho para as crianças, que desde pequenas cuidam das plantas, desligam as luzes, economizam água, enxergo um futuro talvez muito melhor. Esses dias entrei em contato com o comercial do HSBC que diz justamente isso, quem vai mudar o mundo são as crianças.

Se tiverem uma oportunidade por favor assistam ao video. E quando possível postarei aqui no blog.

sábado, 31 de julho de 2010

Austríaco transforma bicicleta em Porsche



Ter um Porsche na garagem não é para qualquer um. Ter um modelo que não emite nenhuma grama de CO2 na atmosfera então, é um privilégio que apenas o artista plástico austríaco Hannes Langeder tem.

Junto com alguns amigos, Langeder decidiu criar um modelo do Porsche GT3 RS tradicional, com direito a carroceria dourada e tudo. A diferença é que no lugar do motor tradicional, a fonte de propulsão do carro seria uma bicicleta adaptada no seu interior.

Assim, depois de dois anos e meio de trabalho árduo, dezenas de tubos de plástico, rolos de fita adesiva, borracha e papel-alumínio, Langeder finalmente realizou seu sonho de dirigir um carro totalmente sustentável.

O GT3 Ferdinand RSX só chega aos 5km/h, mas faz o maior sucesso por onde passa. Tanto que está em exposição no Museu de Arte de Linz, na Áustria. Mas para seus criadores, mais do que uma obra de arte, o carro é um protesto por um modelo de transportes menos agressivos ao planeta.

“Eu queria ter uma visão positiva do futuro dos transportes em relação ao meio ambiente”, disse Langeder. “A construção básica é feito de aço, a carroceria é feita de tubos de plástico PVC usados para instalações elétricas, tiras de plástico e outros tipos de fitas.

A pintura exterior é realmente fita dourada”, explicou.
O “carro” pesa apenas 99,6 quilos e não tem motores, apenas dois pedais: um do motorista e um para o carona, que pode dar uma forcinha enquanto aproveita o passeio.

Fonte: Eco4planet

quarta-feira, 21 de julho de 2010

De que lado você está?

domingo, 18 de julho de 2010

Geleira chinesa perde 6 metros por ano por efeitos das mudanças climáticas



Pequim, 16 jul (EFE) - A geleira Touming Mengke, situada na província de Gansu, no noroeste na China, está derretendo por efeitos das mudanças climáticas, informou hoje o jornal "China Daily".

A Touming Mengke é a maior geleira da cordilheira de Qilian, em Sunan, mas, devido ao aquecimento provocado pelos gases que agravam o efeito estufa, ela está sofrendo uma redução de seis metros a cada ano.

Nas últimas cinco décadas, a Touming Mengke, de 10,1 quilômetros de comprimento e que cobre uma superfície de 21,9 quilômetros quadrados, se reduziu 300 metros.

Sua altura máxima é de 5.483 metros sobre o nível do mar e a mínima, de 4.260 metros, e se encontra situada no vale Laohu, na face norte da montanha Daxue, no distrito de Subei.

Da mesma forma que a Touming Mengke, as outras geleiras da China estão sofrendo também as consequências do aquecimento global. EFE 

Fonte: Época

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Imagine, se a Larissa Riquelme resolve participar da nossa campanha?!



Lançamos uma campanha no twitter com o objetivo, quase um sonho de conseguir pelo menos um tweet da modelo Larissa Riquelme! Sim, você pode achar que os colaboradores da 1h100Pc são loucos e sonhadores, mas nós somos mesmo.

Se a Larissa resolve participar da campanha imaginem a divulgação que iria dar.

Para participar é simples, basta dar RT na mensagem abaixo para o twitter oficial da Larissa que é twitter.com/laririquelme ou  @laririquelme. Se muitas pessoas mandarem as nossas chances de conseguir aumentam.

Imagine se a @laririquelme resolve participar da campanha @1h100pc "Uma hora sem computador". http://tinyurl.com/39ubjvr  http://twitpic.com/25hu4i [ RT ]

Vamos brincar de conseguir as coisas no twitter? porque todos sabemos que com a participação de várias pessoas lá tudo se torna possível!!

1h100Pc Se Liga! Desliga.

terça-feira, 13 de julho de 2010

Sexo, ######, Rock in Roll & Sustentabilidade

Escrito por: Bruna Komarchesqui

Com o apoio da MTV Brasil e da Conteúdo Musical, Projeto Muda Rock será lançado oficialmente amanhã em São Paulo

Plantar três milhões de mudas nativas em seis etapas, do Oiapoque ao Chuí, é o objetivo do Projeto Muda Rock, idealizado pela agência Amapá Sustentabilidade Criativa, que tem como parceiras a MTV Brasil e a Conteúdo Musical. Calcula-se que 75% das emissões de CO2 no Brasil são decorrentes de desmatamento e queimadas de florestas. 

A MTV se integra ao projeto como forma de apoiar o movimento EcoRockalismo, cuja intenção é defender o meio ambiente por meio da música, com a ajuda de bandas e artistas do cenário brasileiro. A ideia de conscientizar os jovens para a questão ambiental surgiu a partir do resultado do Dossiê Universo Jovem 4, elaborado pela MTV. 

O responsável pelo plantio das árvores do Projeto Muda Rock será o IBF, gestor de um dos maiores viveiros de mudas nativas do país. Serão 500 mil mudas plantadas em cada uma das seis fases, totalizando uma área de 35 mil hectares de diversas regiões do Brasil. 

O lançamento oficial do projeto acontece amanhã, na Conteúdo Musical, em São Paulo, com a presença de várias bandas e artistas.
 
LANÇAMENTO DO PROJETO MUDA ROCK
MOVIMENTO “ECOROCKALISMO”
Local: Conteúdo Musical
Endereço: Av. Dr. Arnaldo, 2285 (Sumaré, São Paulo)
Data: 13 de Julho – Terça-feira
Horário: A partir das 18h

Fonte:  Ibflorestas

O vídeo que você não divulga! é a idéia que ninguém conhece.

segunda-feira, 12 de julho de 2010

Cartão vermelho para a copa do mundo no quesito sustentabilidade!!



A Copa do Mundo seria uma ótima oportunidade para dar ao mundo um grande exemplo de sustentabilidade. Infelizmente, não é o que acontece.

Segundo estudo da Embaixada da Noruega/Governo da África do Sul, a Copa do Mundo 2010 será o evento com as maiores emissões do mundo dentre aqueles que se propuseram a ser “neutros” em carbono:  2,75 milhões de toneladas de dióxido de carbono emitidas.

A principal responsável por essas emissões é a quantidade de viagens internacionais ligadas ao evento, responsáveis por 1.856.589 toneladas de CO2, ou 67% do total. Ainda assim, excluindo este número, a pegada de carbono do mundial da FIFA 2010 é mais de oito vezes a estimada da Copa de 2006 na Alemanha.

 O maior problema, segundo eles, é a falta de meios de transporte “limpos”.

Isso sem contar, é claro, com a inacreditável poluição sonora… vuvuzelas vêm poluindo não só os estádios da Copa, mas a casa de todos que estão assistindo as transmissões.

Você é a favor das vuvuzelas durante as transmissões?

domingo, 11 de julho de 2010

O mundo precisa de pessoas que estejam dispostas a mudar!



A nova frase do topo do nosso não é de nenhum filósofo, cientista ou pensador. Foi elaborada pensando em uma solução simples para melhorarmos o mundo.

Amigos o tempo de ficar se lamentando pelas desgraças e desventuras ecologicamente assassinas e incorretas já passou. É tempo de correr atrás, tempo de rever os princípios e conceitos, tempos de pensar melhor e agir! 

O Mundo não precisa de pessoas que fiquem se lamentando e não fazem nada, ele precisa de pessoas que estejam dispostas a mudar! você está? está preparado para a nova fase que iremos viver?


1h100Pc Se Liga! Desliga.

Créditos para imagem

sexta-feira, 9 de julho de 2010

Quando acontece um vazamento de óleo é isso que acontece!

Depois de desastre ecológico no Golfo do México, uma empresa de soluções ambientais criou um aplicativo bastante simples e interessante. A gente imagina o tamanho da degradação que esse óleo todo fez nos ecossistemas afetados. Agora imagina se isto ocorresse em algo que você considera seu. (Infelizmente a maioria das pessoas não considera o meio ambiente um bem da Terra…)


Agora nós temos a possibilidade de derramar óleo virtual nos sites… é só inserir o endereço.



1h100Pc Se Liga! Desliga.

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Vende-se um computador por uma boa causa!



A campanha 1h100Pc Se Liga! Desliga. surgiu em dezembro de 2008 após a realização de um trabalho experimental de faculdade do curso de comunicação social da Unasp. Após a apresentação do trabalho os professores elogiaram bastante a idéia da campanha e incentivaram os alunos a literalmente colocarem a campanha no ar e acreditar que ela poderia se espalhar pela internet.

Com o tempo quase todos membros do grupo desistiram da idéia e no primeiro semestre de 2009 quase que a campanha foi deixada de lado. Mas, se existe uma idéia muito legal, que se pode fazer uma campanha colaborativa e com uma proposta acessível e inovadora, porque desistir?

Foi com esse pensamento e com a motivação de que o mundo precisa de campanhas inovadoras e participativas que um dos idealizadores resolveu continuar a campanha sozinho. A vontade de espalhar a idéia na internet sempre gerou ânimo e a vontade de divulgar para muitas pessoas levou o idealizador a buscar patrocínios.

Nessa busca foram mais de 50 e-mails enviados com o objetivo de conseguir um apoio de alguma empresa, mas todas as tentativas foram em vão. Mesmo assim a 1h100Pc não morreu, e a cada dia mais e mais pessoas entram em contato com essa idéia tão simples de mudar a vida das pessoas.

Uma das ferramentas de divulgação mais poderosa que a campanha planejou foi o site. O objetivo é de criar um site interativo e que crie relações entre os membros e os una para ações em conjunto. O projeto já está pronto, os orçamentos já foram feitos, o twitter já está pronto para bombar, mas falta uma coisa simples, R$1800 reais para pagar a programação do site.

Cansado de buscar apoio de empresas, a solução que o ativista encontrou foi simples; "irei vender o meu notebook e com o valor arrecadado eu pago o site da campanha". E é esse apelo que queremos fazer para vocês.

O nosso idealizador e ativista Jonhnes Carvalho, colocou o seu notebook à venda, e o valor arrecado será destinado para a criação do site da campanha. O notebook é um

Acer E-machines
AMD Athlon 64  X2 ( dois núcleos de processamento )
1.60GHz, 2Gb de memória
HD 250Gb, Monitor 15Pol
Placa de vídeo 128Mb ( ATI Radeon X1200 )
Web Cam integrada,
com teclado numérico

O preço é de R$920 reais. ( valor que irá pagar a primeira parcela para pagar o site ), valor bem tranquilo porque a intenção é de vender ainda em julho.

Motivo desse post? é simples! se você se interessar em comprar esse notebook e ajudar a campanha a produzir o site, entre em contato através do e-mail thejonhness@gmail.com
Se você conhece alguém que pode comprar o notebook por favor fale sobre a nossa proposta para ele e peça para ele ler essa postagem. Para mais informações e esclarecimento de dúvidas, por favor deixe um comentário nesse post.

O mundo precisa de pessoas que estejam dispostas a mudar e dispostas a tomar atitudes que irão fazer a diferença. Se você tem esse espírito, seja bem vindo a nossa campanha.

1h100Pc Se Liga! Desliga.

domingo, 4 de julho de 2010

The time they are a changin!



OS TEMPOS, ELES ESTÃO MUDANDO

Venha se reunir povo por onde quer que andem
E admitam que as águas que nos cerca se elevaram
Aceitando isto
Logo estaremos ensopados até os ossos
Se o tempo para você vale salvar
Então é melhor começar a nadar
Ou você afundará como uma pedra
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham escritores e críticos
Que profetizam com suas canetas
E mantenham os olhos abertos
Que a chance não se repita
E não fale cedo demais pois a roda continua girando
E não há como saber quem será nomeado
Pois o perdedor de agora
Estará mais tarde a ganhar
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham senadores, congressistas, respondam ao chamado
Não aglomere na porta, não congestione o corredor
Pois aquele que se machuca será aquele que atravanca
Existe uma batalha lá fora urrando
Logo ela estará sacudindo suas janelas
E tremendo suas paredes
Pois os tempos, eles estão mudando

Venham mães e pais por toda a terra
E não critiquem o que não consegues compreender
Seus filhos e filhas
Estão além de seu comando
Sua velha estrada está rapidamente deteriorando
Por favor saia da nova estrada
Se você não pode contribuir
Pois os tempos, eles estão mudando

A linha foi traçada, a maldição foi praguejada
O lento agora mais tarde será veloz
E o presente agora mais tarde será passado
A ordem rapidamente se desbota
E o primeiro agora
Mais tarde será o último
Pois os tempos, eles estão mudando

Nota: É se todas as músicas de hoje trouxessem mensagens assim, o mundo com certeza seria melhor!

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Chegou a hora de mudar o mundo do nosso jeito!

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Felipe Melo nos TTs e promete não ser nada ecológico contra as Laranjas Mecânicas


  • Algumas frases que rolaram no twitter
  • Michael Jackon Morta faz muita falta... Felipe melo na seleção faz mais falta ainda... #péssima...
  • Hj sim deu orgulho do time, sem mais Felipe Melo! E tá um sarro essa nova versão #kakabadboy !hahaha Que Venha Holanda!

  • O Felipe Melo não está fazendo falta. Até porque ele só faz falta quando está jogando. #copa

  • Felipe Melo vai tirar suco da Laranja mecânica!!
  • Se Felipe Melo e Van Bommel derem uma dividida, será aberto um portal para outra dimensão!
  • Kaká agora virou Pitboy, dando porrada, sendo expulso, chamando palavrão....ele deve dividir o quarto com o Felipe Melo, só pode! :X
  • Comovida, a nação brasileira agradece ao zagueiro luso-brasileiro PEPE por ter tirado o Felipe Melo do jogo de hoje. Valeu, Pepão!  
  • Felipe Melo diz não ligar para ecologia e vai destruir laranjas na sexta.
Você pode estar se pergunta o que isso tem a ver com um blog de sustentabilidade? certo, o que nós gostaríamos de mostrar é a força que os brasileiros possuem na internet. Colocar um jogador que é perseguido por muitos nos TTs WorldWide em um piscar de olhos só os brasileiros conseguem fazer isso. 

Fica o nosso sonho do dia que os brasileiros começarem a utilizar essa força para denunciar, reclamar e divulgar boas idéias.

 #Vai Brasil

Estádios da Copa de 2014 terão que se adequar a selos verdes



Estádios em construção para a copa de 2014 que quiserem apoio financeiro do BNDES terão que atender exigências ambientais do Ministério do Esporte.

Os requisitos básicos para o uso de financiamento do banco são aproveitamento da água de chuva nos banheiros e nos gramados, coleta seletiva de lixo, otimização da ventilação e da iluminação naturais, reciclagem do material de demolição e uso de biocombustíveis.

Até o momento, quatro dos 12 estados que sediarão o Mundial já procuraram o BNDES: Amazonas, Bahia, Ceará e Mato Grosso. Cada um pode conseguir até 400 milhões de reais em financiamento, mas terão que apresentar certificados ambientais reconhecidos internacionalmente.

Segundo matéria da Folha On line, arquitetos responsáveis pelos projetos do mundial afirmam que a médio e longo prazos o investimento é compensado. Principalmente no uso de energia limpa dos poainéis fotovoltaicos.

O estádio de Belo Horizonte (MG), por exemplo, venderá para a energia solar produzida para a Ceming (Companhia Energética de Minas Gerais), e nos dias de jogos consumirá energia sem pagar pelo serviço à companhia.

Mas para ganhar os selos ambientais, as obras devem ser acompanhadas pelas agências desde o início da construção. Já que para a obtenção do certificado é preciso levar em consideração a escolha e até mesmo o transporte do material.

Os estádios devem custar mais caro

Os valores das construções dos estádios geralmente são superiores aos feitos sem levar em consideração a pegada de carbono. O estádio de Manaus, por exemplo, deve custar cerca de R$ 50 milhões a mais. Valor que terá retorno em sete a dez anos após as construções.

Os estádios de Belo Horizonte (MG), Brasília (DF), Manaus (AM) e Salvador (BA), segundo matéria da Folha, buscam o selo americano Leed. O estádio de Natal (RN) ainda não informou que certificado irá requirir.